• Diamante FM

Vereador de cidade de MS quer receber salários durante período que esteve preso


O vereador Idenor Machado (PSDB) de Dourados, que recentemente foi condenado por improbidade administrativa pelo juiz César de Souza Lima em ação aberta pelo MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), quer receber os salários atrasados durante o período em que esteve preso quando foi alvo da Operação Cifra Negra.


O processo tramita na 6ª Vara Cível da comarca de Dourados desde quarta-feira (26), com o número 0810524-12.2020.8.12.0002 e foi protocolado pelos advogados do parlamentar e cobra o pagamento de R$ 126.661,13, que não foram pagos pela Câmara Municipal da cidade.


Segundo a defesa do parlamentar, “o autor faz jus ao recebimento dos valores (remuneração) não pagos pela Câmara Municipal de Dourados, período compreendido entre dezembro de 2018 a setembro de 2019”.


Durante o período em que esteve cautelarmente afastado da vereança, o autor não recebeu sua remuneração. Pleiteou administrativamente em petição dirigida ao Presidente da Câmara Municipal de Dourados, a fim de que pudesse restabelecer os valores atrasados, contudo, a pretensão foi indeferida”, justifica a defesa.


O presidente da Câmara de Vereadores de Dourados, Alan Guedes (Progressistas), um dos réus no processo aberto por Idenor, disse que até agora o Legislativo ainda não foi informado da ação. Segundo ele, “os encaminhamentos serão os mesmos já adotados em situações que envolveram outros parlamentares”.


A reportagem do jornal Midiamax também entrou em contato com o vereador Idenor Machado para falar sobre a ação que cobra o pagamento do valor corresponde aos meses em que esteve afastado da função, mas até o momento ele não se manifestou.

2 visualizações
© 2020 Desenvolvido por Indoor Brasil
Logo Branca.png

Rua José Vieira Flores QD 18 L 9. Recanto Dos Pintados - Corguinho MS