• Diamante FM

Trabalhadores têm só até esta quinta para pedir benefício


O Governo Federal prorrogou o auxílio emergencial de R$ 600 por mais dois meses, mas quem precisa do benefício tem só até esta quinta-feira (2) para fazer o pedido. O sistema não vai mais aceitar novas solicitações a partir de sexta-feira (3).


O auxílio emergencial estava previsto para ser pago em três parcelas, até que foi ampliado para mais dois meses. O benefício de R$ 600 ou R$ 1,2 mil, no caso de mães chefes de família, é voltado a trabalhadores informais, MEIs (microempreendedores individuais), autônomos, desempregados e pessoas de baixa renda.


O Ministério da Cidadania ainda não explicou o que acontece com os trabalhadores que tiveram o auxílio negado ou de quem receber a mensagem de que os dados são inconclusivos.


O auxílio emergencial será pago a quem tem mais de 18 anos, não tem emprego formal ativo e não recebe aposentadoria, BPC (Benefício de Prestação Continuada) ou Seguro Desemprego. Isso quer dizer que quem estiver usufruindo do Seguro Desemprego ou já receber o BPC está fora do auxílio emergencial. Contudo, a lei destaca que o BPC ou benefício previdenciário de até um salário mínimo para idoso com mais de 65 anos ou pessoa com deficiência não será computado para o pagamento do BPC a outra pessoa da mesma família durante a pandemia.


Também estão incluídos o auxílio pessoas com renda mensal familiar de até três salários mínimos (R$ 3.135) ou na qual a renda per capita (por integrante) é de até meio salário mínimo (R$ 522,50).


Até duas pessoas por família podem receber o auxílio, mas mães solteiras que são as chefes de família recebem em dobro. Quem recebeu até R$ 28.559,70 em todo o ano de 2018 terá direito a receber o auxílio, que é limitado a duas pessoas por família, desde que ambas atendam aos pré-requisitos.

0 visualização
© 2020 Desenvolvido por Indoor Brasil
Logo Branca.png

Rua José Vieira Flores QD 18 L 9. Recanto Dos Pintados - Corguinho MS