© 2018 Desenvolvido por Indoor Brasil

Diamante Fundo Transparente.png

Sobe para 11 o número de mortes por dengue em MS


Subiu para 11 o número de mortes por dengue confirmadas em Mato Grosso do Sul. Conforme boletim epidemiológico, divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde nesta quarta-feira, o caso mais recente foi de um morador de Maracaju, de 35 anos, que morreu no domingo.


Um dia antes, a Saúde havia registrado uma morte em Ponta Porã. A vítima tinha era do sexo masculino e tinha 40 anos. Além desses dois municípios, também registraram mortes as cidades de Campo Grande, com quatro mortes confirmadas (dois idosos e duas crianças); Três Lagoas, com três mortes (dois idosos e um adulto) e Dourados, com duas mortes (uma criança e um adulto).


Ainda de acordo com os dados do boletim, até o momento são 9.323 casos da doença confirmados, sendo 6.112 em Campo Grande e 1.512, em Três Lagoas. Somente na última semana, foram registrados 192 casos suspeitos da doença, índice que mostra redução nas notificações em comparação a semanas passadas. No Estado, são 21.742 notificações da doença, número mais que o dobro em comparação ao ano passado, quando as notificações ficaram em 10.741.


A cidade de Figueirão aparece em primeiro lugar em incidência da doença (número de casos para cada grupo de 100 mil habitantes) , 3.470,1 casos. Em segundo Três Lagoas, incidência de 2.831,3 e Vicentina em terceiro, com  2.627,5. Campo Grande aparece na 15ª posição, com incidência de 1.028,5 casos para cada grupo de 100 mil habitantes. Em todo o Estado, 56 municípios permanecem em alerta para o alto índice de incidência da doença.

Somente em Campo Grande, 1.457 pacientes tiveram de ser atendido em unidades de saúde com atenção especializada na última semana. Também foram registrados 40 atendimentos em Unidades Básicas de Saúde.


Agentes de endemias visitaram a 60 mil imóveis. O índice de pendências, casos em que, a vistoria não pode ser feita seja por não encontrar o proprietário ou outro motivo, chegou a 12,58%.