• Diamante FM

PRTB contesta pesquisa para as eleições 2022 e TRE-MS autoriza pedido de acesso aos dados


O PRTB (Partido Renovador Trabalhista Brasileiro) foi à justiça contra pesquisa eleitoral realizada pela A.J. Ueno - Pesquisa, Consultoria e Mídia, mais conhecida como Instituto Ranking Brasil. Alegando suspeição, a agremiação pediu acesso integral aos dados e a impugnação do registro da pesquisa, porém, apenas o acesso foi deferido.


A decisão é da juíza federal Monique Marchioli Leite, relatora em substituição legal no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul). Conforme relatório divulgado no Diário Oficial desta quinta-feira (12), disponível para consulta pública, o PRTB constetou a fidedignidade do trabalho de pesquisa, por possuir “exatamente o mesmo objeto e cenário de pesquisa, o que, na sua visão, gera estranheza no campo das realidades”.


Sustentou ainda que as pesquisas foram apresentadas sem as formalidades previstas na legislação de regência. Além disso, também requereu a suspensão prévia e a impugnação do registro. No entanto, ao avaliar o caso, a magistrada autorizou apenas o acesso aos documentos, mas rejeitou a impugnação por o pedido não ter sido realizado pela via adequada.


Desta forma, nessa parte, indefiro o pedido formulado pelo autor. Ante o exposto, defiro o requerimento de acesso aos documentos e informações de pesquisas eleitorais da requerida A. J. Ueno - Pesquisa, Consultoria e Mídia, e indefiro o pedido de impugnação e suspensão prévia, já que formulado pela via inadequada”, decidiu.


O PRTB lançou o deputado estadual Capitão Contar como pré-candidato ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul. Na última pesquisa divulgada pelo Instituto Ranking, o postulante aparecia em quinto lugar na pesquisa espontânea das intenções de voto, assim como nas pesquisas estimuladas.


Com informações do Midiamax

1 visualização0 comentário