• Diamante FM

Preço da gasolina em Campo Grande cai, mas dispara no interior de MS e chega a R$ 7,19


A gasolina se mantém em queda em Campo Grande, apesar da queda ser irrisória: 0,5%. Na última semana, a análise da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) apontou o preço médio de R$ 6,38 enquanto, em dias anteriores, o preço médio estava em R$ 6,41.



Na capital sul-mato-grossense, a agência visitou 14 postos de combustíveis e apontou o preço da gasolina variando entre R$ 6,279 e R$ 6,499. No interior, no entanto, a disparidade aumenta e é possível achar gasolina a R$ 7,19, como é o caso de Corumbá, na fronteira com a Bolívia.


Em Três Lagoas, na região leste do Estado, a gasolina também é encontrada com preço médio de R$ 6,788, variando entre R$ 6,559 a R$ 6,999. No município de Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai, o preço médio é ainda maior, de R$ 6,873, com preço variando entre R$ 6,849 a R$ 6,919.


Conforme o superintendente do Procon-MS (Órgão de Defesa do Consumidor), Marcelo Salomão, as vistorias nos postos têm sido muito importantes. “Esse monitoramento é uma briga forte para manter o preço. No interior, o problema maior é com as distribuidoras e por isso estamos solicitando ao MP [Ministério Público] para continuar com essas rodadas de negociações”, afirmou.


Na semana anterior, diversos postos de combustíveis de Campo Grande foram flagrados aumentando o preço dos combustíveis, ainda com o estoque antigo, de acordo com o Procon-MS. No dia 11 de fevereiro, a Petrobras anunciou aumento e a alta já foi repassada para as bombas no dia seguinte.


Segundo o Presidente do Sinpetro, Edson Lazarotto, o reajuste da gasolina foi de 4,85% o que equivale a 15 centavos. O preço do diesel também foi reajustado em 8%, ficando 26 centavos mais caro.


O último aumento ocorreu em outubro de 2021. Dois meses depois, em dezembro do ano passado, a Petrobras reduziu o valor da gasolina em 3,3% — a primeira queda desde junho.


Do jornal Midiamax.

1 visualização0 comentário