• Diamante FM

Polícia Federal detém deputado Loester Trutis em operação em Campo Grande

Atualizado: Nov 16


O deputado federal Loester Trutis (PSL), foi detido na manhã desta quinta-feira (12) pela Polícia Federal. Ele é um dos alvos da Operação Tracker da Polícia Federal, que investiga suposto atentado contra o próprio deputado, ocorrido em 16 de fevereiro deste ano.




Trutis, conforme apurou o Correio do Estado, foi detido por posse ilegal de armas de fogo, encontradas durante cumprimento de mandado de busca e apreensão em sua casa, em Campo Grande. Ele deve pagar fiança, e ser libertado ainda nesta quinta-feira. As armas encontradas são de uso restrito das forças de segurança.


Os dez mandados de busca e apreensão foram expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que comanda o inquérito que investiga o atentado contra o parlamentar. A investigação está sob sigilo, mas o Correio apurou que a Polícia Federal ainda não encontrou provas da autoria do atentado.


Em abril do ano passado, o jornal Correio do Estado noticiou que a hipótese de que o atentado tivesse sido forjado, era uma das linhas de investigação da Polícia Federal, além da busca por possíveis autores.


Trutis, no dia 16 de Fevereiro, foi às redes sociais, e reivindicou ter sido alvo de uma emboscada na BR-060, entre Campo Grande e Sidrolândia. O carro em que ele estava, um Toyota Corolla, foi alvo de vários disparos, nenhum deles acertou o deputado ou seus assessores.


O Correio do Estado procurou o deputado federal para mais esclarecimentos. Ainda não obteve resposta.


Nestas eleições para prefeito de Campo Grande, Trutis tentou candidatar-se, mas teve seu pleito indeferido pela Justiça Federal, após longa batalha com seu correligionário, o vereador Vinícius Siqueira, que assumiu a candidatura. 

2 visualizações
© 2020 Desenvolvido por Indoor Brasil
Logo Branca.png

Rua José Vieira Flores QD 18 L 9. Recanto Dos Pintados - Corguinho MS