• Diamante FM

Nota de R$ 200, a do lobo-guará, já é a segunda mais falsificada no país


A nota lançada no final do ano passado, passou a ser a segunda cédula mais falsificada no país, perdendo apenas para de 100. A população brasileira em sua maioria nem sequer viram a nota, devido à digitalização da economia e ferramentas como PIX facilitaram para isso acontecer, mas a crise também é motivo de tal raridade nas carteiras.


Por ser uma nota recentemente lançada, é alvo de vários golpistas e aparecem bastante nos processos de verificação de notas do BC (Banco Central).


São mais de 25 salas espalhadas pelo país com profissionais aptos para detectarem as notas enviadas, seja por possível falsificação na cédula ou no caso de notas em estado de conservação ruim, o que impede a veracidade e necessitam de especialistas para testar seu valor.


Desde 2021, as notas de R$ 200,00 dão um trabalho significativo aos profissionais da BC, até novembro deste ano a autoridade monetária já reteve 39,2 mil unidades falsas de R$ 200, o equivalente a R$ 7,84 milhões. Por conta disso, a nota de R$ 200 se torna a segunda cédula mais falsificada no país.


Em nota o Banco Central informou: “As cédulas de maior valor são em geral as mais visadas pelos falsários; e, após o lançamento de uma nova denominação, é comum encontrar tentativas de falsificação em circulação”.


Por não ser uma nota popular aos brasileiros, pelo alto valor e também por sua circulação não ser grande como as cédulas de 50,00 ou 100,00, por exemplo, o lobo-guará é alvo para os criminosos, alguns comerciantes evitam aceitar essa nota, por dificuldades de identificar se é falsa ou não.


Segundo o BC, são apenas 89,8 milhões, cédulas de R$ 200 em circulação, contra 1,8 bilhão de cédulas de R$ 100 e R$ 2,1 bilhões de R$ 50.


Como identificar:

Conforme a orientação do Banco Central as dicas a seguir te ajudarão a identificar notas falsas:


1- Veja a marca d’água

Coloque a nota contra a luz e veja, na área clara, a figura do animal e o número do valor da nota, em tons que variam do claro ao escuro.

2 - Fio de segurança

Um fio escuro fica visível próximo ao meio da nota, quando ela é colocada contra a luz. Nele estão escritos o valor e a palavra “REAIS”. O fio está presente nas cédulas novas de R$ 10, R$ 20, R$ 50, R$ 100 e R$ 200.

3 - Alto-relevo

Pelo tato, você sente o relevo em algumas áreas da nota. Por exemplo: na frente, na legenda “REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL”, nas laterais e nos números indicativos de valor (nas notas de 10 e 20 reais, somente no número inferior esquerdo). Nas notas de 20, 50 e 100 reais, você pode sentir o relevo também no verso: na legenda “BANCO CENTRAL DO BRASIL”, no animal e no número indicativo de valor.

4 - Quebra-cabeça

Coloque a nota contra a luz e veja que as partes do desenho do verso completam as da frente, formando o número do valor da nota.

5 - Número escondido

Ao colocar a nota na altura dos olhos, na posição horizontal, em um lugar com bastante luz, você vê o valor da nota aparecer nas áreas indicadas.

6 - Elementos fluorescentes

Sob luz ultravioleta, você vê que: o número do valor da nota aparece na frente, na área indicada; a numeração de série vermelha fica amarela; pequenos fios se tornam visíveis na cor lilás.


Recebi nota falsa, o que devo fazer?

É proibido a circulação de notas falsas, caso você receba alguma cédula suspeita de um terminal de autoatendimento ou caixa eletrônico dentro, ou fora da agência bancária, é orientado que chame o gerente e solicite a substituição da nota.


Se não obtiver solução satisfatória com o gerente do banco, o cidadão pode procurar uma delegacia policial mais próxima para registrar uma possível ocorrência”, recomenda.


Fonte: Midiamax.

Foto: Divulgação.

2 visualizações0 comentário