• Diamante FM

No interior de MS, preço médio do combustível já subiu e chega a R$ 7,79 em postos


O anúncio do aumento do preço do combustível repassado as empresas e ao consumidor já começa a pesar no bolso nesta sexta-feira (11), após a decisão de reajuste da Petrobrás, o aumento no valor percentual da gasolina foi de 18% e o do diesel, de 25%. Em postos do interior de Mato Grosso do Sul a gasolina já pode ser encontrada por R$ 7,79. Em Chapadão do Sul, o Posto Chapadão já está repassando aos condutores o aumento. Ainda na quinta-feira (10), o valor era de R$ 7,10 na gasolina comum, hoje, R$ 7,40; no diesel comum 6,80, antes era encontrado por R$ 5,80. Já em Aparecida do Taboado, o Posto Chama, a gasolina aditivada chegou a R$ 7,79, antes custava R$ 7,38, a comum foi para R$ 6,09, diesel comum para R$ 5,198. O reajuste foi feito hoje de manhã. Em Coxim, o Posto Faedo ainda não repassou o aumento ao cliente, o litro da gasolina comum está R$ 6,84 e diesel comum por R$ 5,97. A expectativa é que o valor sofra aumento ainda hoje para acompanhar outras unidades. No Posto Taquari, a gasolina comum custa R$ 7,59 e a aditivada R$ 7,70, antes do aumento a aditivada custava R$ 7,00 e a comum R$ 6,99. Já o diesel comum passou de R$ 5,99 para R$ 6,69, o de S10 subiu de R$ 6,09 para R$ 6,69. Em Corumbá, o Posto 10 também não reajuste os preços. A gasolina comum custa R$ 7,19, aditivada 7,25, diesel comum R$ 6,19 e de S10 6,35. O Posto Janjão Matriz também não aumentou, a gasolina comum está R$ 6,18 e a aditivada R$ 7,18. A gerência informou que valor deve ser reajustado hoje com aumento de até R$ 1 em cada tipo de combustível. O valor percentual da gasolina foi de 18% e o do diesel, de 25%. Na prática, isso significa um aumento de R$ 0,60 no litro da gasolina e mais R$ 0,90 no litro do diesel, fazendo a primeira chegar e até ultrapassar o preço médio de R$ 7 nas bombas e a segunda a R$ 6,30. “O reajuste pela Petrobras houve após 57 dias no Brasil, portanto, deve chegar sim em nosso Estado. O reajuste foi de 18% na Gasolina e 25% no diesel, o que equivale, em reais, a R$ 0,60 a mais por litro na gasolina e R$ 0,90 a mais por litro no diesel”, afirmou ao Jornal Midiamax o diretor do Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes de MS), Edson Lazarotto. Nas distribuidoras, o preço médio da gasolina passará de R$ 3,25 para R$ 3,86 o litro, um aumento de 18,77%. Para o diesel, o valor irá de R$ 3,61 a R$ 4,51, alta de 24,9%. O barril de petróleo no mercado internacional ultrapassou a marca de US$ 130 (R$ 656, na cotação de hoje) nos últimos dias, com o conflito entre a Rússia e a Ucrânia. Quando a companhia anunciou o último aumento, em 11 de janeiro, o produto era cotado a cerca de US$ 83 (R$ 419). O gás de cozinha passará de R$ 3,86 para R$ 4,48 por quilo, um reajuste de 16%. A última alteração no preço do insumo havia ocorrido em outubro do ano passado, há 152 dias. Em nota, a Petrobras diz que os valores "refletem parte da elevação dos patamares internacionais de preços de petróleo, impactados pela oferta limitada frente a demanda mundial por energia”.

Com informações do Midiamax.

2 visualizações0 comentário