• Diamante FM

Mais de 4 mil recebem restituição do lote residual do IRPF em MS


A Receita Federal deposita, nesta sexta-feira (29), R$ 5.274.970,54 em restituição do lote residual do Imposto de Renda da Pessoa Física a 4.228 contribuintes de Mato Grosso do Sul.


Conforme o órgão, desse total, 2.677 referentes a 2021, no total de R$ 3.971.337,66. O restante, de exercícios anteriores.


Para saber se a restituição está disponível, o contribuinte deve acessar a página da Receita na internet (www.gov.br/receitafederal), clicar em "Meu Imposto de Renda" e, em seguida, em "Consultar a Restituição".


Nela, o contribuinte tem acesso às orientações e aos canais de prestação do serviço, nos quais é possível fazer consultas no formato simplificado ou completo de sua situação, por meio do extrato de processamento, acessado no portal e-CAC. Caso identifique pendência, ele poderá retificar a declaração.


O pagamento da restituição é feito na conta bancária informada na Declaração de Imposto de Renda. Nos casos em que o depósito não tenha sido feito, os valores ficarão disponíveis para resgate por até um ano no Banco do Brasil. Em geral, essa situação ocorre quando a conta-corrente declarada foi encerrada.


Para ter acesso ao dinheiro não depositado, o contribuinte precisa reagendar o crédito por meio do Portal BB, ou ligar para a Central de Relacionamento BB, nos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).


"Caso o contribuinte não resgate o valor de sua restituição no prazo de um ano, deve requerê-lo pelo portal e-CAC, disponível no site da Receita Federal, acessando o menu Declarações e Demonstrativos > Meu Imposto de Renda e clicando em Solicitar restituição não resgatada na rede bancária", informa a Receita.


Segundo a Receita Federal, há R$ 448,5 milhões em créditos bancários para 292.752 contribuintes. "Desse total, R$ 169.234.573,08 referem-se ao quantitativo de contribuintes que têm prioridade legal, sendo 4.593 idosos acima de 80 anos, 40.459 entre 60 e 79 anos, 3.862 contribuintes com alguma deficiência física ou mental, ou moléstia grave e 14.520 cuja maior fonte de renda seja o magistério", informou, em nota a Receita.

2 visualizações0 comentário