© 2018 Desenvolvido por Indoor Brasil

Diamante Fundo Transparente.png

Jamil Name, o filho e mais dois réus serão transferidos para presídio federal do RN


Presídio Federal de Campo Grande MS

O empresário Jamil Name, o filho Jamil Name Filho e os policiais Márcio Cavalcanti e Vladenilson Olmedo serão transferidos para o presídio federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. A autorização partiu da Justiça Federal na segunda-feira (14).


As prisões dos quatro réus fazem parte da operação Omertá que conta com ações do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garras), e da Polícia Militar do Estado.


Os empresários Jamil Name e o filho, Jamil Name Filho, são suspeitos de chefiarem um grupo criminoso do jogo do bicho responsável pela execução de desafetos em Mato Grosso do Sul.


A transferência para Mossoró leva em conta a incapacidade do sistema prisional estadual de custodiar os réus dada a circunstâncias de que os mesmos são investigados por planejarem assassinatos de agentes ligados a operação policial que desencadeou as prisões dentro da Omertá.


Para o Gaeco, a organização criminosa é responsável por encomendar pelo menos três execuções em Campo Grande, sendo do policial militar reformado Ilson Martins Figueiredo, ocorrido em 11 de junho do ano passado; do ex-segurança Orlando da Silva Fernandes, em 26 de outubro de 2018; e do estudante de Direito Matheus Xavier, em abril deste ano.