• Diamante FM

Investigações revelam que pontes de MS foram incendiadas criminalmente, diz governador


Pontes de madeira queimadas no Pantanal em agosto deste ano, foram incendiadas propositalmente, conforme revelou o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) nesta quarta-feira (15), após ter acesso às câmeras de satélites. "Infelizmente nós descobrimos, tem uma forte investigação dentro da nossa inteligência da polícia e aqueles incêndios que ocorreram nas pontes foram criminosos, foram colocados por alguém e é inimaginável isso, que alguém teve a capacidade de queimar uma ponte, mas graças à tecnologia hoje, nós conseguimos puxar e ver nas imagens de satélites". "A gente conseguiu baixar as imagens e vimos os cidadãos colocando fogo em várias dessas pontes e não da nem para acreditar, mas aconteceu. Eu recebi o resultado do trabalho da nossa delegacia, será feita a prisão dessas quadrilhas que têm executado esses crimes, que roubam fertilizantes, que roubam insumos da agricultura, que rouba gado também", disparou. Na época, seis pontes que davam acesso às fazendas e vilarejos foram queimadas, em uma delas, na de Porto Murtinho, foi solicitada uma investigação policial após galões com combustível terem sido encontrados nas proximidades. Cinco das pontes destruídas são de Corumbá, enquanto a outra ficava sobre o córrego Progresso, no município de Porto Murtinho. Na ocasião, o governador falava sobre o projeto que deve ser lançado no próximo ano, 'Patrulha Rural', onde o produtor terá contato direto com a polícia da região.

Em setembro, o governo do Estado inaugurou a sede da Delegacia Especializada de Combate a Crimes Rurais e Abigeato. A unidade promete garantir mais segurança ao setor produtivo. A criação do ponto de atendimento junto as viaturas, custou R$ 712 mil aos cofres públicos. Correio do Estado. Foto: Arquivo.

1 visualização0 comentário