© 2018 Desenvolvido por Indoor Brasil

Diamante Fundo Transparente.png

Governador tem agenda de reuniões com ministros e parlamentares em Brasília


O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), viaja para Brasília nesta semana com o intuito de se reunir com pelo menos quatro ministros para tratar de pautas consideradas prioritárias ao desenvolvimento do Estado.


Azambuja já defendeu a efetiva participação da União na blindagem das fronteiras com o novo governo, em encontro com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. Agora, ele quer ação do Governo Federal para viabilizar duas rotas bioceânicas que passam por Mato Grosso do Sul. Os traçados ferroviário e rodoviário vão dar mais competitividade ao Centro-Oeste do Brasil.


Dia 24 vamos discutir essa questão de desenvolvimento com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas”, adiantou o governador. “A maior parte de nossas exportações vai para a Ásia. E quando saímos pelo Oceano Atlântico damos uma volta pelo canal do Panamá ou pela Argentina. Isso significa milhares de quilômetros a mais do que pelo Oceano Pacífico”, explicou.


Na agenda de Reinaldo Azambuja ainda constam reuniões com os ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e Luiz Henrique Mandetta (Saúde). Em afirmações recentes, o gestor tem destacado pautas prioritárias que devem ser debatidas cada uma das pastas. Na área da saúde, por exemplo, está a regionalização das estruturas de atendimento.


Segundo o governador, em até dois anos e meio o novo modelo de atendimento regionalizado nos 11 polos de saúde deve ser concluído em Mato Grosso do Sul. “Vamos aumentar leitos em todo o Estado. Em Campo Grande terminamos o Hospital do Trauma e estamos finalizando o Hospital de Câncer. E temos a ampliação do Hospital Regional Rosa Pedrossian”, pontuou ele à imprensa.


Estamos construindo dois hospitais regionais, um em Três Lagoas e outro em Dourados. E também temos a ampliação da Santa Casa de Corumbá, além do fortalecimento dos hospitais de Jardim, Nova Andradina, Coxim e Ponta Porã”, lembrou. “Tudo isso para que possamos ter melhor prestação de serviços à população sul-mato-grossense”, afirmou ele.


Para efetivar os projetos que beneficiam o Estado, Reinaldo Azambuja conta com apoio da bancada federal.  Ele tem reafirmado que deposita nos deputados e senadores confiança para estabelecer “grandes parcerias” com a União. “Eu não tenho dúvidas que assim vamos conseguir fazer mais políticas públicas em logística, saúde, segurança pública, educação”, pontuou.