• Diamante FM

Com pandemia, comércio de MS deve perder até 44% das vendas do Dia das Mães


Diante da pandemia do Covid-19, o novo coronavírus, as comemorações de 2020 serão diferentes e com isso o comércio é diretamente afetado. Nesse Dia das Mães, a estimativa é que R$ 93 milhões movimentem o comércio de Mato Grosso do Sul, valor 44% menor do que o do ano passado.


A pesquisa de intenção de compras foi realizada pelo IPF-MS (Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio) e pelo Sebrae MS. Segundo as entrevistas com consumidores de Campo Grande, Dourados, Corumbá, Ladário, Bonito, Coxim, Três Lagoas e Ponta Porã,  serão gastos R$ 63 milhões com presentes e R$ 29 milhões com as comemorações.


O valor que deverá ser movimento com presentes é 42% menor do que em 2019 e 46% menor no que deverá ser gasto com as comemorações. Segundo a economista do IPF-MS, Daniela Dias, cerca de 48% dos entrevistados afirmaram que a renda diminuiu durante a pandemia. “E 18% que afirmam precisar de auxílio emergencial. Esses indicadores mostram  o porquê vamos ter um movimento mais fraco que em 2019”, explica.


Maior parte dos sul-mato-grossenses pretendem manter a quarentena no Dia das Mães, 73% se mostram preocupados com as medidas restritivas mesmo no dia comemorativo. Cerca de 19% afirmaram que devem fazer uma reunião com mais familiares, 6% vão comemorar em restaurantes e outros 2% irão passear.


Segundo a analista do Sebrae MS, Vanessa Schmidt, haverão dois pontos importantes para a decisão dos consumidores, na hora de comprar os presentes. “Dois critérios serão fundamentais no momento da compra: promoções e descontos e saber quais são os cuidados que as empresas estão tendo neste momento para evitar a disseminação do vírus”.


Entre as preferências para presentes para as mães sul-mato-grossenses estão os perfumes, roupas, bolsas, acessórios e calçados. Cerca de 52% dos consumidores afirmaram que irão levar em conta as promoções para escolha dos presentes e apenas 18% irão escolher qual empresa comprar de acordo com as medidas de proteção para evitar a proliferação do Coronavírus.


Para os comerciantes, a analista lembra que é essencial que “tenham muita atenção com a divulgação dos produtos e serviços com foco na venda para a data e que a comunicação com o consumidor seja facilitada”. Ela indica que os canais virtuais da empresa respondam rápido e de forma eficiente as dúvidas dos consumidores, além de disponibilizarem a opção de troca.


Os pesquisadores simularam um cenário sem o período de isolamento social, quando cerca de R$ 193 milhões seriam movimentados no comércio de MS. Mesmo assim, a pandemia afetaria as vendas, que teriam queda de 12%.

0 visualização
© 2020 Desenvolvido por Indoor Brasil
Logo Branca.png

Rua José Vieira Flores QD 18 L 9. Recanto Dos Pintados - Corguinho MS