• Diamante FM

Com 4,1 mil vagas para universidades de MS, Sisu abre nesta terça-feira

Atualizado: 16 de fev.


As inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) já estão abertas e participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) podem se inscrever até a próxima sexta-feira (18).


O Sisu é porta de entrada para centenas de universidades públicas brasileiras. Universidades públicas de Mato Grosso


do Sul oferecem, ao todo, 4.190 vagas pelo Sisu.


A UEMS oferece 1.142 vagas em diferentes cursos. O IFMS oferta 1.080 vagas em 18 cursos.

A UFMS oferece 1.079 vagas em 44 cursos. A UFGD dispõe de 889 vagas em 31 cursos.


As inscrições do Sisu devem ser feitas neste site. Os resultados serão divulgados em 22 de fevereiro.

O acesso ao sistema de inscrição do Sisu é realizado com Login Único do governo federal, mediante uma conta gov.br.


Para se inscrever no Sisu, o candidato deve ter tirado nota acima de zero na prova de redação do ENEM e não ter participado na condição de treineiro.


Os candidatos com melhor classificação são selecionados, de acordo com suas notas no exame.


O candidato deve escolher até duas opções de curso, sendo possível alterar as opções até o fim do prazo de inscrição.


O Sisu oferece vagas para ampla concorrência e cotas para negros, estudantes de escolas públicas, pessoas com deficiência e pessoas com renda baixa.


A nota de corte é a menor nota para ficar entre os selecionados na modalidade escolhida de um determinado curso.


O Sisu calcula e divulga a nota de corte para cada curso diariamente.


Cada área do conhecimento tem pesos diferentes para cada curso. Por exemplo, um curso de física pode dar mais peso à nota de Ciências da Natureza.


Inscritos que foram aprovados devem fazer a matrícula nas instituições de ensino entre os dias 23 de fevereiro e 8 de março.

O prazo para participar da lista de espera é de 22 de fevereiro a 8 de março.


Estudantes em lista de espera serão convocados pelas próprias instituições de ensino a partir de 10 e março, caso haja vaga.


A UFMS oferta 1.079 vagas pelo Sisu em 44 cursos. A sede da instituição é na Cidade Universitária, localizada em Campo Grande.


Os municípios do interior que abrigam polos da universidade são Aquidauana, Corumbá, Chapadão do Sul, Três Lagoas, Coxim, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba e Ponta Porã.


O vestibular da UFMS ocorreu em 5 de dezembro de 2021 e o resultado foi divulgado em 9 de fevereiro de 2022. O período de matrículas começou nesta segunda-feira (14).


As aulas 100% presenciais da UFMS começam em 7 de março de 2022, após dois anos em ensino remoto em razão da pandemia de Covid-19.


A UFMS não exigirá comprovante de vacinação contra Covid-19 para retorno às aulas.


Conforme noticiado pelo Correio do Estado, A UFMS está entre as melhores universidades do mundo.


A instituição de ensino foi apontada pela sexta vez consecutiva no ranking World University Rankings 2022, organizado pela Times Higher Education (THE).


A UEMS oferece 1.142 vagas pelo Sisu em 29 cursos. Além disso, a instituição possui 7.274 alunos.


A UEMS possui cursos espalhados em 15 municípios de Mato Grosso do Sul.

Os municípios são Dourados, Amambaí, Aquidauana, Campo Grande, Cassilândia, Coxim, Glória de Dourados, Ivinhema, Jardim, Maracaju, Mundo Novo, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba e Ponta Porã.


O vestibular da UEMS ocorreu em 8 de janeiro de 2022 em 17 municípios de Mato Grosso do Sul.


O resultado com a lista de aprovados será divulgado em 18 de fevereiro e os aprovados serão convocados para matrícula a partir de 21 de fevereiro.


O início das aulas ocorrerá em 7 de março de 2022 de forma 100% presencial. O passaporte da vacina contra Covid-19 é obrigatório. Pessoas que não se vacinaram serão proibidas de frequentarem a universidade.


A UFGD possui aproximadamente 7 mil acadêmicos, 500 docentes e 1,5 mil técnicos administrativos em educação.


A UFGD oferece 889 cursos pelo Sisu em 30 cursos. A sede da instituição é em Dourados, município localizado a 230 quilômetros de Campo Grande.


A UFGD confirmou o retorno 100% presencial das aulas para o ano letivo de 2022. Para ter acesso à universidade, o aluno deve apresentar comprovante de vacinação contra Covid-19 até 4 de fevereiro.


Estudantes que não apresentarem comprovante de vacinação terão a matrícula trancada até a regularização.


Docentes e técnicos administrativos que não estiverem imunizados contra a Covid-19 serão proibidos de participar de atividades didático-pedagógicas presenciais na universidade.


Com informações do Correio do Estado.

1 visualização0 comentário