• Diamante FM

Aplicação de 3ª dose da Janssen em MS ainda depende de aval do Ministério da Saúde

Atualizado: 21 de jun.


Aberta a partir desta segunda-feira (20), a aplicação da quarta dose da vacina contra Covid-19 gera dúvidas entre os sul-mato-grossenses que se imunizaram com a vacina Janssen. Segundo a Saúde, essas pessoas precisam aguardar definição sobre aplicação da terceira dose do imunizante.


Considerada dose única, a Janssen teve liberação de segunda dose, a dose reforço, ainda no ano passado em Mato Grosso do Sul. Atualmente, aguarda-se deliberação do Ministério da Saúde sobre aplicação da terceira dose nessas pessoas.


Segundo a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a aplicação da terceira dose para quem se imunizou com a primeira e o reforço da Janssen ainda não foi definida.


As orientações do Ministério da Saúde para quem tomou a vacina Janssen são as seguintes: quem se vacinou com esse imunizante deve tomar uma dose de reforço, 2 meses depois da dose única. A dose de reforço da Janssen deve ser aplicada com o mesmo imunizante ou com as vacinas da Pfizer e Astrazeneca.


Já as pessoas acima de 50 anos devem tomar a segunda aplicação de reforço 4 meses depois da primeira dose de reforço, também com imunizantes da Janssen, Pfizer ou Astrazeneca.


De acordo com os números do Painel Mais (Monitor de Apoio às Informações em Saúde), apenas 42,5% do público-alvo que já poderia ter se imunizado com a terceira dose da vacina está em dia com o esquema vacinal.


Do início da aplicação da terceira dose até agora, 1.129.134 pessoas foram imunizadas em Mato Grosso do Sul. A população estimada para receber a terceira dose no Estado, incluindo crianças acima de 5 anos e grupos prioritários é de 2,6 milhões de pessoas.


Em relação à quarta dose, que hoje inicia aplicação para público acima de 40 anos, segundo o painel de vacinação, até agora foram vacinadas 212.411 mil pessoas, o que representa 8% do público esperado.


Em Campo Grande, o recorte da estatística de público vacinado com a terceira dose tem números inferiores. Do público total que já poderia ter se imunizado com a primeira dose de reforço, apenas 40,2% tomaram a vacina. Ou seja, das 851 mil pessoas que poderiam estar com o esquema vacinal atualizado, apenas 343.151 mil tomaram a terceira dose.


Sobre a quarta dose, que já está aberta para públicos prioritários como imunossuprimidos e pessoas acima de 50 anos, em Campo Grande apenas 8,23% do público-alvo está imunizado. O que representa 70.071 mil pessoas.


Com informações do Mídiamax

1 visualização0 comentário