© 2018 Desenvolvido por Indoor Brasil

Diamante Fundo Transparente.png

Análise revela que água em bebedouro na sede do Detran-MS é imprópria para consumo


Depois que alguns servidores passaram mal após utilizarem o bebedouro no Detran (Departamento Estadual de Trânsito), uma análise apontou que a água é imprópria para o consumo. A análise foi providenciada pelo Sindetran-MS (Sindicato dos Servidores do Detran de Mato Grosso do Sul) após denúncias na sede do Detran, em Campo Grande.


A análise foi colhida pela empresa Spectrum Análises Técnicas e detectou agentes nocivos à saúde humana: os coliformes totais. Em denúncia ao Jornal Midiamax, funcionários relataram que haviam passado mal após beberem a água do Detran. Entretanto, servidores da diretoria teriam um frigobar com copos de água mineral à disposição.


Diante do descaso, ajuizar uma ação não está descartada pelos servidores, que entendem que o nível de insalubridade ultrapassou os limites. “Queremos dar o melhor atendimento à população, mas como atender se não estamos tendo condições básicas de higiene e saúde”, disse uma pessoa próxima ao sindicato.


O sindicato se reuniu com a diretoria do Detran e encaminhou um pedido de providências à Secretaria de Governo e à SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização). O objetivo é solucionar o problema e garantir o tratamento adequado da água. “Não temos condições sanitárias para o exercício do trabalho e permanência do servidor no órgão”, diz Octacílio Sakai Junior, presidente do sindicato.


A reportagem entrou em contato com o Detran, que não se posicionou até a publicação desta matéria.


Denúncias de servidores ainda apontam que a sede do Detran enfrenta problemas com a limpeza. O órgão encerrou o contrato com a empresa que prestava o serviço e está sem terceirizada. Com isso, servidores convivem com a sujeira e tem até que levar o próprio papel higiênico de casa.


Ainda de acordo com as denúncias, um banheiro de uso popular, ou seja, para visitantes, que está interditado para manutenção, porém segundo informações não há nenhum problema no local, mas sim fechado pela falta de limpeza.


Estamos solicitando que a administração ofereça condições mínimas para que os servidores possam desempenhar suas funções com qualidade, prestando um atendimento de qualidade ao cidadão”, finalizou Sakai.